por M. S. Costa

Um pouco de tudo que sabia estava escrito num recado que dizia ser possível fugir de quase tudo, exceto de um sentimento. Outro tanto tinha algo a ver com estrelas cadentes, pedidos insistentes a Deus e romper com um sistema de ideias preconcebidas pela sociedade e nosso teatro. O último, o meu irmão ensinou, de certo modo, quando ele nasceu diferente de todas as pessoas que conhecia. Nunca era tudo exatamente normal, era bem do avesso. Era bom até nossos mundos colidirem. Mas também tudo que soube desde então é que o mundo era colisão e estrelas brilhantes, se é que me entende. (…)

 

“É necessário ter o caos dentro de si para gerar uma estrela dançante.” (Nietzsche)


Atualizado em 05.04.15
Anúncios